Páginas

12 abril 2017

Não sejas a razão de alguém | 13 Reasons Why

Acabei ontem de ver a série 13 Reasons Why, estreada a 31 de março na Netflix e que é baseada no livro Thirteen Reasons Why, de Jay Asher. A série retrata as razões que levaram Hannah Bakers, uma jovem de 17 anos, a cometer suicídio. Não me vou alongar muito mais sobre a série, até porque o post não é uma review da mesma, apenas me baseei nela para escrever este post.

São vários os assuntos que envolvem a série, desde a homossexualidade, ao bullying e à violação. Assuntos dos quais muitas vezes evitamos falar, o que está errado.

Hoje vou dar especial atenção ao bullying. Quase de certeza que todos nós conhecemos alguém que já sofreu ou sofre de bullying. Um amigo, um familiar ou até nós. Alguns podem pensar que não, não conhecem alguém que tenha sofrido de bullying, mas não é preciso pensar muito para descobrir que todos os dias o bullying está presente na nossa vida. Sabes aquele comentário inofensivo que fizeste no intervalo? Sabes, daquela vez em que disseste algo na brincadeira? Coisas típicas da adolescência, certo? Certo, mas não tem ser assim.

Todos os dias estamos rodeados de pessoas, todas diferentes, cada qual com a sua vida, os seus amigos, a sua família, os seus problemas. Pessoas que, tal como nós, têm momentos bons e momentos maus. Todos somos diferentes, temos diferentes modos de ver o mundo, diferentes modos de nos relacionar com os outros.

Já olhaste para o lado e viste alguém triste e sozinho? Sim? Falaste com essa pessoa? Gozaste com essa pessoa? Ignoraste essa pessoa?

Muitas vezes não temos ideia do que uma simples palavra pode fazer a alguém, o quanto pode magoar. Aliás, às vezes nem é preciso dizer algo, basta rir ou ignorar.

Já falaste mal de alguém sem conhecer a pessoa? Sim? E conseguiste-te imaginar no lugar dessa pessoa? Pergunta parva, desculpa.

O problema é mesmo esse: colocarmo-nos no lugar de alguém. É fácil julgar, é fácil apontar o dedo. Mas estamos no século XXI, estamos a crescer, é tempo de começar a fazer as coisas difíceis.

Quando achares que aquele comentário que te apetece fazer é inofensivo e é na brincadeira, pensa: eu gostava de ouvir aquilo? Se a resposta for não, então não faças o comentário. Simples assim.

Quando vires que alguém está constantemente sozinho vai ter com essa pessoa em vez de te rires da cara dela por não ter amigos. Gostavas que se rissem de ti quando estás numa fase difícil? Se a resposta for não, vai ter com a pessoa e convida-a a estar contigo. Simples, vês?

Esta série ajudou-me a perceber que muitas vezes fazemos e dizemos coisas que podem magoar as outras pessoas, mesmo que nós não saibamos. Todos nós temos problemas e diferentes formas de os encarar e não sabemos a história de cada um, o que cada pessoa passa. É importante ouvir os outros, estar com os outros e fazer de tudo para que as pessoas à nossa volta estejam bem.

Se por acaso fores tu a vítima, procura ajuda, não tenhas medo ou vergonha. É importante falar com alguém. Acredita que há sempre alguém que se preocupa, porque há.

O suicídio não é nem nunca será uma opção! Há imensas formas de resolver os problemas, só tens de procurar a melhor para ti. Porque tu és importante, a tua vida importa, e por mais que penses que se desapareceres para sempre as coisas vão melhorar, não é assim: quem aqui fica vai sofrer para o resto da vida. Sim, porque há sempre quem se preocupe contigo, sempre!

Escrevi este post porque o suicídio é algo que me toca muito. Tenho sérias dificuldades em perceber o que leva alguém a acabar com a própria vida poise, felizmente, nunca passei o que essas pessoas passaram. 13 Reasons Why ajudou-me a colocar no lugar da vítima e, ao mesmo tempo, no que levou a vítima a fazer o que fez. Por isso digo: não sejas a razão de alguém, não sejas o porquê dessa pessoa se ter magoado ou ter posto fim à sua vida. Ajuda, sempre! Porque a vida de todos importa.

(Deixo-vos o trailer da série, que aconselho vocês a assistir.)






2 comentários :

  1. adorei a série e também falei um bocadinho no meu blog sobre isso porque infelizmente a adolescência não é fácil e há muita gente cruel .

    Já sigo o teu blog ! Gostei muito.
    Beijinhos*

    Picturethatdress.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já dei uma espreitadela no teu blog! :)
      Beijinhos!

      Eliminar